Kia Ora Travel

Kia Ora Travel
Viaje Com Segurança À Bordo da Kia Ora Travel. Tenha descontos Falando Que Acessou Via Bootlegs KISS!

Bem vindo!

God Gave Rock And Rock To You, Gave Rock And Roll TO YOU! Put It On Soul Of Everyone!

===== 150 SEGUIDORES! =====



Pergunte Qualquer Coisa Para Os Uploaders no "Formspring Me"


Faça Parte da Comunidade no Orkut!


-> Learn Portuguese!!! HERE!!!


##########URGENTE##########

BOOTLEGS KISS -> Top 100 em Música no ano de 2010

domingo, 7 de setembro de 2014

[ACE FREHLEY] Space Invader [2014]

Heeey Phellas! xD

Aqui é o Phe Stanley de novo, quase 1 ano após a última postagem! O Bootlegs KISS se mostra atemporal! Ainda temos cerca de 10 mil acessos mensais, e o site está quase chegando em 1 milhão de acessos! O-BRI-GA-DO!
Eu sinto muito caras, não posso reativar o site, não tem como lutar contra o FBI, nem mesmo contra as organizações que retiraram mais de 80% dos nossos links do ar!
Eu vim aqui mais uma vez presentear vocês com um BRINDE por sempre estarem voltando aqui no blog!
Segue o NOVO DISCO do Ace Frehley (Para os que não tem.)

Falando das músicas de destaque, Space Invader é uma excelente música, no estilo de Anomaly, seguida da música que é a de trabalho do disco, Gimme A Feelin', que tem a letra no padrão Rock And Roll All Night, por isso escolhida para single. Ace fez um cover de Steve Miller Band chamada The Joker, muito boa! Starship é a nova instrumental do Ace, substituindo a eterna Fractured Mirror, que teve várias versões. O disco não é excepcional como a era de ouro de Frehley's Comet, mas é mais sólido que o já bom disco Anomaly. Ace fez mais uma bola dentro! Todos seus trabalhos solo são extremamente ROCK AND ROLL! Meu ídolo!

Ace Frehley - Space Invader [2014]

Songs:
1. Space Invader
2. Gimme a Feelin'
3. I Wanna Hold You
4. Change
5. Toys
6. Immortal Pleasures
7. Inside The Vortex
8. What Every Girl Wants
9. Past The Milky Way
10. Reckless
11. The Joker
12. Starship
13. Space Invader (Radio Edit)
14. Gimme a Feelin' (Radio Edit)

domingo, 14 de outubro de 2012

RESENHA - Monster [KISS] (2012)


This Is Not A Little Monster…


O novo disco da banda de quase 40 anos, KISS.  Vigésimo disco da banda, é o segundo da formação Paul Stanley [Vocais e Guitarras Rítmicas], Gene Simmons [Vocais e Contrabaixo], Tommy Thayer [Guitarras Solo e Vocais], e Eric Singer [Bateria, Vocais]. Também se trata do segundo disco do KISS após o período quase sabático de 10 anos que a banda exerceu entre Psycho Circus (1998) e Sonic Boom (2009), onde apesar de extremamente ativa, a banda tocava apenas os clássicos de outrora. Mesmo sem novos discos, a banda conseguia fazer turnês de grandes proporções em nível mundial, como a KISS Farewell Tour que de Março de 2000 a Abril de 2001 tocou em 142 locais, com apenas 1 cancelamento, e angariou o status de turnê mais lucrativa do biênio, a frente até de Madonna que na época fizera um grande tour pelo mundo também. Isto motivava a banda a não criar novos discos. Gene Simmons, grande ativista contra pirataria também dizia abertamente que o KISS não faria um novo disco antes que a pirataria caísse por terra. Parece que não deu muito certo.
MONSTER é o disco o qual quero falar. O novo disco do KISS prova desde o primeiro acorde que é um disco do KISS. Podemos dizer certamente que o  KISS é uma banda que nunca deixou um disco passar em branco. Até os considerados fiascos da banda, chegaram a obter uma colocação que seja no TOP 50 de singles, mesmo no caso de Carnival Of Souls que sequer teve divulgação e conseguiu colocar Jungle como single por 2 semanas ainda. Ou Unmasked, que transformou Shandi em Hit, mesmo fazendo música pop, coisa que definitivamente não é a praia do KISS,  ou The Elder, que colocou A World Without Heroes nas charts.  Porém com a mesma certeza podemos dizer que a maioria dos discos do KISS não pode ser considerada boa demais, do início ao fim. Com exceção dos discos lançados entre 1973 a 1978, retirando os álbuns solo de 1978, a discografia do KISS é considerada por muitos como impecável, até o primeiro deslize no hit I Was Made For Loving You e o resto do disco Dynasty de 1979. Porém, o que eu posso falar de MONSTER é que ele quebra um jejum de quase 25 anos, ao fazer um disco bom demais, do início ao fim.  Revenge quase conseguiu isso, e Sonic Boom também. Porém ambos ainda têm aquela musiquinha considerada “A Enche Linguiça!” [Sonic Boom tem Stand que é chata pra caralho e Revenge tem a imperdoável Every Time I Look At You, que roubou todo o peso do disco por 4 minutos]
Hell Or Hallelujah começa MONSTER, primeira música e canção que puxa a sonoridade do disco, debutou nas charts de singles em primeiro lugar e foi extremamente bem aceita pelo público. Canção forte, com Riff grudante, a música praticamente é uma tentativa de criar uma nova I Stole Your Love, considerada por mim a abertura mais visceral que o KISS já conseguiu fazer em um disco. Porém Hell Or Hallelujah ainda emperra em Modern Day Delilah, abertura mais consistente, antes de poder flertar com I Stole Your Love, mas ela te manda largar de ser o bunda mole que sempre é, e enfrentar a vida como ela é. O resultado inevitavelmente será Inferno ou Aleluias! Ou dá merda ou dá lucro em bom português. Tommy Thayer está solto na música e Gene Simmons coloca o baixo para rugir, algo que o Demon só faz quando está fortemente inspirado.
Por falar em inspiração, vemos a entrada de Wall Of Sound, canção alta, potente, com letra grudante, e um Gene Simmons exibindo um vocal que infelizmente Paul Stanley não tem mais. Firme, seguro de si, vibrante. A exibição de Contrabaixo, de baixista para leitor, é inspiradora. Cale a boca e se curve, se é um fã de Hard Rock, porque esse é um Hard Rock de raiz, e o KISS mostra que é um dos criadores do estilo. Esta canção é uma arma carregada, é uma excelente linha de baixo que deu segurança para Eric Singer que fez umas viradas de bateria incríveis. Canção mais rápida do disco, mas que vai direto ao ponto. Uma híbrida de Revenge com Creatures Of The Night. Muito KISS.
Freak, é a terceira música do disco, que começa com um Riff de Rádio, e um Paul Stanley com vocal meio melódico, até chegar ao solo, onde Paul solta um refrão arrogante, que cospe na cara de muita gente, e que se orgulha de dizer que é sim, uma aberração. Agora morra no seu ódio e deixe-me em paz. Sem comentários para a participação de Gene Simmons na canção, o contrabaixo ronca. Brian Whelan no piano, figurando a única ajuda de fora no disco, que não teve nem mesmo participação de compositores exteriores. A canção parece algo que ficou perdido no material de Live To Win, disco solo de Paul Stanley, mas tudo bem.
Back To The Stone Age, é uma canção da idade da pedra. Começando com um belo grito de YEAH! do The Demon, parece com Ted Nugent em “Crave”, a canção remete ao passado da banda, com Eric Singer exibindo uma nostálgica lembrança de Peter Criss ao tocar muito parecido com ele no refrão da música.  Canção Carne-com-Batatas, do jeito que Gene Simmons prometeu. 3 minutos de ótimo, e consistente Hard Rock.
Shout Mercy é um flerte com a Invasão Britânica setentista, imagine o KISS criando uma versão de Simpathy Of The Devil e It’s Only Rock And Roll, com um pouco de Uh! All Night. Shout Mercy vem com incríveis Whoo Whoo, como Simpathy Of The Devil, e alguns riffs que remetem de cara a It’s Only Rock And Roll, mas naquele estilo oitentista que o KISS teve.  
Long Way Down é mais séria que a anterior, e exibe influências de Led Zeppelin e Humble Pie. As  bandas favoritas de Paul Stanley. Definitivamente, a meu ver, se trata de uma canção totalmente nova no repertório KISS. Não há nada no vasto repertório de 200 músicas dessa banda parecida com essa canção. Ela soa mesmo é como uma banda dos anos 90, num debute visceral.  Excelente canção!
Eat Your Heart Out, é assustadoramente incrível. Uma capela de apenas 20 segundos, abre o lado B do disco, e lembra demais Grand Funk Railroad!  Atire-me uma pedra o doido que provar o contrário. A canção não  é lá uma das melhores do disco, mas isso também é algo difícil de se conseguir num disco belo desses, mas é um clássico de KISS. Extremamente alegre, Riff fantástico, linha de baixo compacta, solo pequeno, direto mas bem feito, com uma evocação no refrão a te fazer cantar, com Gene Simmons tendo um orgasmo musical ao fim de cada frase do refrão. Absolutamente monstruosa.
Monstruosa porque Monster é realmente um disco de grandes proporções, mas deveria ter algo mais potente para fazer jus ao nome, e é ai que chega The Devil Is Me.
The Devil Is Me já começa com um Riff mais sombrio, e com a melhor apresentação de Gene Simmons, tanto em composição, quanto em apresentação, desde I Love It Loud. I’m An Animal e Russian Roulette do antecessor Sonic Boom poderiam ser consideradas grandes apresentações de Gene Simmons, mas ele apresentou um sarcasmo extremamente consistente e agressivo nessa canção, que também é agressiva no ponto de vista musical. Um monstro de canção, com um refrão que arrepia cristão. “Acordei todo suado e ouvir Deus dizer para mim: O Diabo é eu! O Diabo é eu! Eu luto contra mim mesmo para ser livre, porque o Diabo é eu!”  Humildemente seleciono esta canção como a melhor do disco. Visceral, potente, com letra digna de ser considerada Heavy Metal, acredito que até mesmo DIO gostaria de canta-la. Destaque do disco.
Logo após dela, vemos Tommy Thayer cantar sua segunda canção oficial no KISS, a bela Outta This World. Canção fantástica, eu tenho que assumir, a canção tem Riff parecido com o de Mr Speed, e podemos dizer que ela não tem basicamente nada de muito interessante. Mas ela parece uma top canção do AC/DC nos seus tempos de glória, mas como não posso deixar de falar, Paul e Gene tentam ludibriar seus fãs ao colocar uma canção com letra que parece feita por ACE FREHLEY.  A canção é praticamente a segunda versão de Rocket Ride, canção inédita do Alive II, te convidando para ir dar uma passeada no Foguete dele. Tommy Thayer fez o melhor disco de sua carreira, mas nesta canção ocorreu seu único deslize: Fazer um solo extremamente Ace Frehley, imitando sons do espaço, usando uma letra que só Ace Frehley faria, porém está perdoado, com certeza foi ordem dos Patrões. Porém o foguete do Thayer nunca será o foguete do Ace Frehley.
All For The Love Of Rock And Roll é uma música puro KISS, basicamente uma daquelas candidatas a Hino-Do-Rock que a banda tem de sobra em músicas como Rock And Roll All Night, God Gave Rock And Roll To You II, com um empréstimo de inspiração na letra de It’s A Long Way To The Top, do AC/DC com o clima festivo de I Love Rock And Roll, da rainha do punk Joan Jett.
Take Me Down Below é uma canção imatura, impertinente, com aqueles refrães de músicos rebeldes dos anos sessenta, gritando “Se está barulhento demais, é porque você está velho demais!”. Não cola mais para Paul e Gene, sessentões quase setentões. Mas é muito agradável se você esquecer esses detalhes... Porém se Paul não tivesse produzido o disco sozinho, um produtor de fora provavelmente fá-lo-ia reescrever a canção, e não estaria lá tão errado.
Last Chance é uma canção belíssima, onde talvez só a Bateria de Eric Singer não encaixa tão bem, a pegada 1,2,3 &4 não encaixou muito bem com o groove tocado por Gene e com o Riff de Thayer mas algo me diz que era exatamente o que ele queria. Vai saber. A canção em si tem uma letra fantástica.
Right Here, Right Now, é aquela canção que tenta te ensinar como viver sua vida, te diz que a vida é para ser vivida agora, que o ontem não interessa, e o amanhã é apenas uma dúvida, para que tu faças tudo aqui e agora. Na voz de Bono Vox eu diria que seria horrível, mas porque ele é um dos maiores chatos de plantão do mundo, nada contra o U2, sim contra ele. Mas ficou Quite Well como musica do KISS.
Não tenho peito para dizer que MONSTER seja o melhor disco do KISS. Esta banda tem na bagagem uns anos setenta quase impecável, porém está longe de ser um dos piores discos do KISS. Pelo contrário, este disco apaga todos os erros da banda nos anos 80, se equipara aos bons poucos discos dos anos 90, e faz-nos perdoar a banda por não lançar nada na década seguinte. Considero-o extremamente mais maduro que o antecessor Sonic Boom, ainda mais que o precedente Psycho Circus, e o coloco entre os 5 melhores discos já lançados pelo KISS.
Funciona porque não tem músicos de fora. Não tentou soar como um disco do passado do KISS, pegou influencias de outras bandas, fez algo novo, sem buscar seguir tendências da época, para vender bem ou angariar novos fãs, o disco é também abusado. Tiraram a bunda da Poltrona do Conforto, fizeram material novo, diferente de qualquer coisa já lançada pela banda, pelo menos 4 músicas são assim, e deram – enfim – liberdade para Tommy Thayer e Eric Singer fazer um excelente trabalho.
All Music que morra e queime no inferno dos traiçoeiros faladores de merda, que tem por objetivo só falar mal do KISS, e digo isso porque o safado que fez a resenha de MONSTER para a badalada revista não merece sequer viver ao fazer comentários esdrúxulos como os que fez. Provavelmente ele só ouviu o single Hell Of Hallelujah ao fazer a resenha, já que apenas criticou a banda de ser uma banda-vendedora-de-souvenir.  Eles são, porque são fodas e tem a maior marca do Rock And Roll para explorar.
MONSTER? Nota 10.
Phelipe Guilherme Santana Maciel

terça-feira, 31 de julho de 2012

[POSTAGEM ESPECIAL] KISS - Meets The Phantom Of The Park [1978]

E ai povo! Hoje estou postando algo fora do padrão do blog, mas por um bom motivo. Um amigo meu, kisser devoto como todos nós, Vinicius Antonio, postou o filme Meets The Phantom Of The Park no Youtube, completo, para que todos os fãs pudessem assistir o filme, e conhecer uma das primeiras pérolas do KISS. Mas claro que foi presa fácil para as leis abusivas que criam para a Internet todo dia.
O Vinicius repostou o arquivo, desta vez no 4shared, em 1 link só, e agora eu estou disponibilizando aqui no Bootlegs KISS para vocês!
Uma grande chance para todos que não viram ainda, assistirem em boa qualidade a versão original do primeiro filme da carreira do KISS, com os cavaleiros do apocalipse atuando como protagonistas!

Historia:

A história se passa em um parque, onde um louco cientista quer criar robôs andróides iguais aos membros do KISS, para com eles dominar o mundo, começando tudo com um show que aconteceria no parque. Os membros do KISS, dotados de super poderes mais que especiais, descobrem os planos terríveis do cientista louco e correm contra o tempo para salvar o mundo!
Com os grandes sucessos de Rock And Roll All Night e videoclipes de Beth, Detroit Rock City e Shout It Out Loud, já postados aqui no blog, assista este, que foi a 2° maior audiência da BBC no ano de 1978, provando o sucesso comercial do filme!

Ano: 1978

Estrelando:

Gene Simmons ____ The Demon
Paul Stanley ______ The StarChild
Ace Frehley ______ The SpaceAce
Peter Criss _______ The CatMan 



Faça O Download Aqui!!!

terça-feira, 24 de julho de 2012

Ace Frehley - Live At Summerfest, Milwaukee [1987]

Hey People! Welcome Back!!
Este show que eu posto hoje é um excelente show da Ace Frehley Band! Trata-se do show no Summerfest, um dos festivais mais antigos dos EUA, onde o KISS esteve presente várias vezes. [Já temos show da banda no festival aqui no blog, consultem na pesquisa!].
A banda de Frehley estava extremamente bem entrosada, feliz, e tocando muito! Ace Frehley estava com vocais excelentes, tocando muita guitarra e extremamente bem acompanhado.
No show, a banda toca clássicos clássicos do KISS, desde Rip It Out, até Deuce, tudo nos vocais de Ace, porém ele não deixa de lado sua carreira solo, tocando diversas musicas do disco Frehley's Comet, e também do Second Sighting. O show tem uma pegada bem corrida, a banda estava cheia de gás, e a qualidade do som? Um Bootleg no mínimo nota 8! Sem chiados, sem platéia atrapalhando, e muito rock and roll. Espero que curtam!

Data: 29/06/1987


Line Up:

Vocais/Guitarra Solo: Ace Frehley
Vocais/Guitarra Rítmica/Teclados: Tod Howarth
Contrabaixo: John Ragan
Bateria: Billy Ward


Set List:

01 - Rip It Out
02 - Stranger In A Strange Land
03 - Something Moved
04 - Cold Gin
05 - Love Me Right
06 - Into The Night

07 - New York Groove
08 - Rock Soldiers
09 - Breakout
10 - Shock Me
11 - Calling To You
12 - We Got Your Rock
13 - Deuce
14 - Rocket Ride




Faça O Download Aqui!!!

quinta-feira, 12 de julho de 2012

KISS - KISStory Demos & Rare Songs [DISCO27]

Hey People! Mais uma postagem hein! Vamos terminar logo essa coleção fantástica do KISS, que é o KISSTORY RARE AND DEMO SONGS. cada disco é uma maravilha de raridades que ficaram no baú do KISS. Esse Kisstory específico, foca muito Ace Frehley, e alguma coisa de Bruce Kulick e Eric Carr e corresponde aos anos 1995 até 2001. Porém tem pouca coisa de Psycho Circus, infelizmente.
É justamente nesse período que o KISS entra em uma férias que duraria 10 anos, até a chegada de Sonic Boom.  Para quem tem os 28 discos dessa coleção, parabéns! Você tem quase todo o conteúdo mais raro da banda mais quente do mundo!
Esse bootleg tem a música Take Me To The City, cujo RIFF foi utilizado como base para Foxy and Free, do disco ANOMALY de Ace Frehley.

A qualidade desse bootleg é excelente, baixem sem medo!



KISSTORY - DEMOS E RARE SONGS DISCO 27


01 - Ace Frehley Demo - Sister - 1995
02 - Ace Frehley Demo - Take Me To The City - 1995
03 - Ace Frehley Demo - Don't Wanna Lose You - 1995
04 - Ace Frehley Demo - Too Far Gone - 1995
05 - Ace Frehley Demo - Cherokee Boogie - Instrumental - 1996
06 - Ace Frehley Demo - Take Me To The City - 1996
07 - Gene Simmons Demo - I Am Yours - 1997
08 - Ace Frehley Demo - I’m An Animal Animal - 1997
09 - Ace Frehley Demo - Back On The Streets - 1997
10 - Bruce Kulick - Liar - 1997
11 - Eric Singer & Karl Cochran - Strange Ways - 1997
12 - Eric Singer & Karl Cochran Love Her All I Can - 1997
13 - KISS - In Your Face - Japan Bonus - 1998
14 - KISS - Psycho Circus - Single Edit - 1998
15 - KISS - Raise Your Glasses - Collector's Mix - 1998
16 - KISS - Detroit Rock City - DRC movie re-recording - 1998
17 - Ace Frehley - Never Told You - Venus Envy - 1998
18 - Ace Frehley - Mystic Lady - Venus Envy - 1998
19 - Ace Frehley - Pretty Injured - Venus Envy - 1998
20 - KISS - Pepsi Commercial - TV Spot - 2000
21 - Bruce Kulick Demo - 4-9-5 - Instrumental - 2001


Faça O Download Aqui!!!

KISS - Live Dick Clark's Show [1993]

Wow!!! Que saudade de postar aqui. HELLO!!! HERE I AM, HERE WE ARE, WE ARE ONE. I'VE BEEN WAITING FOR THIS NIGHT TO COME! Como estão KISS Maníacos?
o mini show que venho postar hoje, foi a apresentação do KISS para o Dick Clark's TV Show do ano de 1993, Revenge era. Três sonzaços já com Eric Singer na batera, obviamente, e Paul Stanley com um vocal de "não dá pra acreditar"!
O áudio do arquivo é excelente, limpo, ouve-se tudo completamente bem. A platéia estava animadíssima.
Espero que todos curtam! de verdade! Abraço!

Line Up:

Vocais/Guitarra Ritmica: Paul Stanley
Vocais/Contra-Baixo: Gene Simmons
Guitarra Solo: Bruce Kulick
Bateria: Eric Singer


Set List:

1 - Detroit Rock City
2 - Rock And Roll All Nite
3 - Makin' Love


Faça O Download Aqui!!!

domingo, 5 de fevereiro de 2012

CONHEÇA MEU NOVO BLOG!

Enquanto o BOOTLEGS KISS está parado, aproveite e conheça meu mais novo site sobre música:

www.lamusicasuona.blogspot.com


While KISS bootlegs is stopped, enjoy and learn about my new site about music:

www.lamusicasuona.blogspot.com


Mentre bootleg KISS è fermo, divertirsi e conoscere il mio nuovo sito sulla musica italiana:

www.lamusicasuona.blogspot.com


Mientras que los bootlegs de KISS se detiene, disfrutar y aprender acerca de mi nuevo sitio de música:

www.lamusicasuona.blogspot.com

S.O.P.A and FBI - Law and Abuse of Power


O FBI FECHOU O MEGAUPLOAD, SITE ONDE TINHAMOS MAIS DE 50% DOS ARQUIVOS DO BLOG HOSPEDADOS.
POR ESTE MOTIVO TIVEMOS UMA TERRÍVEL BAIXA NA QUANTIDADE DE ARQUIVOS ONLINE DO BLOG.
NÃO TENHO COMO REATIVAR TODOS ESTES LINKS, ESPERO QUE VOCÊS COMPREENDAM!
APROVEITEM O QUE ESTÁ ONLINE, PASSE O LINK DO BLOG PARA SEUS AMIGOS APROVEITAREM TAMBÉM!
FUTURAMENTE O BOOTLEGS KISS VOLTARÁ COM OS BOOTLEGS DOS SHOWS ATUAIS DO KISS, MAS INFELIZMENTE, O MARAVILHOSO ARQUIVO QUE EU DISPONIBILIZEI PARA VOCÊS DURARIAM OUTROS 2 ANOS PARA SEREM REPOSTADOS.
A VIDA CONTINUA, VAMOS PARA FRENTE PORQUE O KISS ESTÁ NA FRENTE!

ABRAÇOS A TODOS...

PHELIPE STANLEY!

segunda-feira, 31 de outubro de 2011

Bruce Kulick With Friends - Covers [2011]


People, quanta saudades de vocês! Como esse blog me faz falta. Vontade de sair postando centenas de coisas aqui no blog mas ainda não. Mas os meus amigos mais chegados que conheci aqui nesse blog, sabem o quanto eu fico incomodado de ter coisas do KISS fantásticas e não poder compartilhar! Hoje eu resolvi deixar de ser egoísta por um momento e postar uma novidade para vocês, que tanto esperam minha volta!
O motivo para a postagem, é a volta de Bruce Kulick ao Brasil! Eu estarei lá em Campinas, vendo meu Ídolo Kisser Unmasked, e espero que vocês estejam por lá também!
O Que é o arquivo? Esta é uma compilação que mostra toda a INFLUÊNCIA musical de Bruce Kulick, o nosso guitarrista tocando com gênios da música Rock-and-roller... Não há comentários, são tudo músicas de estúdio, ótima qualidade, com Bruce Kulick GENIAL nas guitarras!
De bônus, vocês recebem 3 excelentes faixas da Participação de Bruce Kulick de um show do Uriah Heep, em 1997, fazendo a guitarra solo!!! É emocionante de tão bom!
Baixe, e por favor, comente! O Sucesso dessa postagem pode definir o futuro desse blog.
Abraços a todos, regado de muitas saudades do Phe Stanley!!!

Data: Various

Line Up:

Guitarra Solo:
Bruce Kulick [All Tracks]

Special Guest:

Vocais: Jeff Scott Soto [Track 1, 7], Kip Winger [2], Robin McAuley[3], Bobby Kimball [4], Joe Lynn Turner[5], John Corabi [6], Walter Trout[8].

Baixo: Ricky Phillips [1], Tony Franklin [2], Michael Anthony [3], Mike Porcaro[4], Tony Franklin [5, 6] Ricky Phillips [7] Bruce Kulick [8]
Guitarra Ritmica: Bob Kulick [3, 4], Doug Aldrich [5], Blues Saraceno [6], Billy Sherwood [8].

Bateria: Pat Torpey [1], Aynsley Dunbar [2], Eric Singer [3, 5, 7], Greg Bisonette [4], Ryan Yerdon [5 (Additional)] Marco Mendoza [6] Ricky Phillips [7], Alan White [8].

Teclados: Derek Sherinian [1], Michael Sherwood [7] Michael White and Tony Kaye [8]
Faixas 9, 10, 11: With Uriah Heep, Billy Sheehan and Michael Anthony

Set List:

1 - Shot in the Dark (With Jeff Scott Soto) [Ozzy Osbourne Cover]
2 - Drive My Car (With Kip Winger) [The Beatles Cover]
3 - The Girls Got Rhythm (With Robin McAuley) [AC/DC Cover]
4 - Have A Cigar (With Bobby Kimball) [Pink Floyd Cover]
5 - Nothing Else Matters (With Joe Lynn Turner) [Metallica Cover]
6 - Hot For The Teacher (With John Corabi) [Van Halen Cover]
7 - Save Me (With Jeff Scott Soto) [Queen Cover]
8 - All My Love (With Walter Trout) [Led Zeppelin Cover]
9 - [Bonus Live] The Wizard (With Uriah Heep and Billy Sheehan) [Uriah Heep]
10 - [Bonus Live] Easy Living (With Uriah Heep and Michael Anthony) [Uriah Heep]
11 - [Bonus Live] Look at Yourself (With Uriah Heep and Billy Sheehan) [Uriah Heep]


Faça O Download Aqui!!!

Quem Gostou Deste, Também Baixou Estes:

Related Posts with Thumbnails